Cadastre-se para receber novidades
Notícias » Notícias » Notícias » Notícias » Angola: perdão, amor e união e...
A↑AA↓

Angola: perdão, amor e união em prol do desenvolvimento

Por: Família Missionária

O bispo auxiliar de Luanda, Dom Anastácio Cahango, comentou o discurso feito pelo Chefe Estado, José Eduardo dos Santos, por ocasião da passagem de ano, considerando ser uma mensagem para que os homens se perdoem, amem e vivam em união, visando o desenvolvimento do país.

O Presidente da República “abordou aspectos políticos, sociais e de desenvolvimento, mas, sobretudo, tocou na mesma linguagem que nós da Igreja tocamos, para que os homens se amem e se perdoem. Ficamos satisfeitos com o discurso, pois o estadista lançou com serenidade os desafios do país” – destacou ao Angola Press.

Dom Anastácio Cahango realçou igualmente o fato de o Presidente José Eduardo dos Santos ter insistido no diálogo como meio para os angolanos resolverem os seus problemas, devendo ser também a base para o desenvolvimento.

Disse que o progresso de Angola deve contar com uma liderança coesa e forte, apoiada pelos angolanos, já que “o desenvolvimento não depende de uma só pessoa, mas de uma nação e é por isso que vamos lutar para que não haja excluídos nem auto-excluídos” - continuou.

De acordo com ele, o crescimento do país em 10 anos de paz é irrepreensível:

“São apenas 10 anos de paz, mas parecem mais por aquilo que foi feito” – observou, completando que, para um bom entendedor, o Presidente da República diz que ninguém vai cruzar os braços para lamentar. Todos têm de dar a sua cota parte para o desenvolvimento.

“É legítimo, no entanto, que queiramos mais. Não podemos cruzar os braços, porque ainda não realizamos o nosso sonho de construir uma Angola para todos, onde cada família se sinta realizada, possuindo o necessário para ter uma vida digna” - acrescentou.

O Presidente finalizou dizendo que ainda devem ser alcançados alguns objetivos essenciais, como a erradicação da fome, da pobreza, o analfabetismo, as injustiças sociais, a intolerância, os preconceitos de natureza racial, regional e tribal, entre outros males.
 
Fonte: Rádio Vaticano 

 

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on