Cadastre-se para receber novidades
Notícias » Notícias » Notícias » Notícias » Bento XVI saúda peregrinos de ...
A↑AA↓

Bento XVI saúda peregrinos de língua portuguesa que acompanharam os novos cardeais, entre os quais D. Manuel Monteiro de Castro e D. João Braz de Aviz

Por: Família Missionária

Bento XVI deixou hoje uma saudação aos peregrinos portugueses presentes no Vaticano, em particular os “familiares e amigos dos novos cardeais” lusófonos, incluindo D. Manuel Monteiro de Castro.
O Papa falava a milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, pedindo que os presentes acompanhem os novos cardeais com a “oração e estima” para que estes possam “corresponder, com plena e constante fidelidade, ao dom recebido”.
A saudação estendeu-se aos grupos de fiéis das paróquias Aldeia Galega da Merceana, Brandoa e Laveiras-Caxias, que acolheram as palavras de Bento XVI com palmas.
Além do português D. Manuel Monteiro de Castro, penitenciário-mor da Santa Sé, foi criado cardeal no Consistório deste sábado o brasileiro D. João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica.
A este respeito, o Papa referiu-se a um domingo “particularmente festivo”, por causa do Consistório, frisando que a cor vermelha associada aos cardeais simboliza “o sangue e o amor”.
Bento XVI aludiu, como fizera na missa, à antecipação da celebração da festa da Cadeira de São Pedro (habitualmente a 22 de fevereiro, que este ano é quarta-feira de Cinzas), assinalada em Roma já no século IV, para significar a unidade da Igreja, fundada sobre a figura do Papa.
A ‘cátedra’ de São Pedro, indicou, é símbolo de uma “missão especial”, na Igreja Católica, recordando que em Roma foram martirizados os Apóstolos Pedro e Paulo (século I), num testemunho de “autoridade, mas a de Cristo, baseada na fé e no amor”.
Aos milhares de pessoas congregadas na Praça de S. Pedro o Papa pediu que rezem pelos novos cardeais que a partir de hoje estarão ainda mais empenhados na colaboração com o Papa em guiar a Igreja universal e em dar testemunho do Evangelho até ao sacrifício da própria vida.
Bento XVI confiou os novos cardeais á protecção materna de Maria Santíssima para que os assista sempre no seu serviço eclesial e os sustente nas provações.
“Que Maria, Mãe da Igreja – foi o pedido do Papa a concluir – me assista e assista os meus colaboradores a trabalhar incansavelmente para a unidade do Povo de Deus e para anunciar a todas as gentes a mensagem de salvação, realizando humilde e corajosamente o serviço da verdade na caridade.
Depois da recitação do Angelus não faltou uma saudação em português 
Saúdo com viva gratidão e afecto, os grupos de fiéis das paróquias Aldeia Galega da Merceana, Brandoa e Laveiras-Caxias e restantes peregrinos de língua portuguesa, particularmente os familiares e amigos dos novos Cardeais, pedindo que continueis a acompanhá-los com a vossa oração e estima para poderem corresponder, com plena e constante fidelidade, ao dom recebido. Confio-os, eles e todos vós, à materna protecção da Virgem Maria.
 

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on