Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » Comunidade aberta ao mundo - P...
A↑AA↓

Comunidade aberta ao mundo - Pe. Luiz Carlos de Oliveira

Por: Família Missionária

A comunidade cristã, em sua espiritualidade, não se distancia das realidades terrenas. Faz parte da espiritualidade sair de si e ir ao encontro dos que não são como nós. Jesus reza: “não vos peço que os tireis do mundo, mas que os livreis do Maligno” (Jo 17,15). Jesus encarnou-se na realidade humana (Hb 2,14). Isso não lhe era um problema. Não se envergonha de chamar-nos irmãos (Hb 2,11). Jesus não fugiu do mundo. A comunidade cristã vive no mundo para, com Jesus, transformá-lo. Não somos para nós.

Como Jesus,  que veio para as ovelhas perdidas, nós continuamos sua missão no mundo, indo para o meio dos necessitados de salvação. De pouco serviria estarmos bem se o mundo vai mal. Por isso, não podemos nos fechar na Igreja, no grupo, e nos esquecer que o mundo existe, com os olhos fechados para os sofredores de males tanto materiais como espirituais. Jamais será Igreja quem diz: venha para minha Igreja, ou venha para meu grupo.

Fechar-se em um grupo ou uma Igreja é procurar a própria ruína. Demonstramos que não entendemos nada do que Jesus ensinou. Uma comunidade voltada para si está condenada a perder seu vigor. A missão de Jesus é atual. Ser missionário é mostrar que acreditou. Não ser missionário, nem que seja só pela oração, é não ter descoberto a urgência de Jesus na conversão dos povos. Imaginemos se 1 bilhão e tanto de católicos e tantos outros ficassem só contemplando a si!

Cristo teria morrido em vão. Jesus tinha os olhos sempre voltados para os necessitados. Sentiu compaixão da multidão, pois estava cansada e abatida como ovelhas sem pastor (Mt 9,36). A misericórdia de Jesus invada nossas igrejas.

Pe. Luiz Carlos de Oliveira
Missionário Redentorista

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on