Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » Liderança pela empatia e afeti...
A↑AA↓

Liderança pela empatia e afetividade - Antonio Geraldo Wolff

Por: Família Missionária

Quem foi que falou que liderança tem que ser austera, rude, cruel, implacável, exigente? 
Quem disse isso gosta de ser assim ou sempre gostou de ser tratado assim. Ser líder, tem que ser acima de tudo amigo, parceiro, conselheiro, orientador, estimulador e, principalmente, um bom exemplo. Afinal de contas, líder e liderados, trabalham para o mesmo fim. Têm o mesmo objetivo e necessitam alcançar metas comuns.

 Nunca se falou tanto e de forma tão clara que resultado hoje é o que importa. Há muito conhecemos premissas básicas estabelecidas para se alcançar resultados. Podemos enumerar: dominar bem as tarefas, manter boa disciplina, estar  bem preparado profissionalmente e com muita disposição pessoal, ter uma boa supervisão, ser extremante dedicado, saber aonde quer chegar e como chegar aonde se quer. Essas porém eram  algumas condições que ajudavam muito a obtenção de bons resultados. Entretanto, o mundo sofreu profundas alterações. Essas condições não são mais suficientes para atingirmos bons resultados. É necessário algo mais especial, mais pessoal. É evidente que quando o  comandante é fraco, a equipe também é fraca, mas, a condição básica na verdade, é uma liderança eficiente, competente e, acima de tudo,  ter muita empatia e ser muito afetivo.  Nisso tudo não há novidade nenhuma.

Há muito que se trabalha e há muito que se produz com resultados e com eficiência. A diferença é que o tempo e a globalização passaram a exigir muito mais rapidez, mais dedicação, mais compromisso com as obrigações assumidas. A razão é muito simples. Empresa não é criada para pagar  impostos e dar empregos, empresa é  criada para dar lucro e para se obter lucro são necessários excelentes resultados! Portanto, o objetivo é claro: lucro e resultado, por conseguinte, muito esforço, muito trabalho, muita dedicação, muito ganho, muito sucesso, para todos. 
 Se o negócio é lucro e resultado, foram criados os estimuladores: bônus, participação, comissionamento, gratificações. Essa é a “cenourinha” que o mundo moderno criou para que as pessoas possam render mais. Como as metas a serem alcançadas sempre são muito desafiadoras, muito atrativas, o esforço para serem alcançadas têm que ser muito maior. É ai que entra o novo líder, carismático, empático, afetivo. E é graças a isso também que as profissionais do sexo feminino têm se saído muito melhor que os profissionais do sexo masculino. Já faz muito tempo que se abandonou o sistema de se conquistar resultados com o chefe olhando os seus subordinados.
 Hoje, os resultados é que estabelecem a manutenção do emprego e o crescimento profissional. As pessoas hoje querem ser valorizadas, respeitadas, reconhecidas, recompensadas. Nisso as mulheres são melhores, mais sensíveis, mais perceptivas.
Então, podemos concluir que ter empatia e ser afetivo é atribuição de líder mulher? Não, absolutamente, mas os homens necessitam prestar mais atenção nisso. A condição, tratar os outros como gostaria de ser tratado, é super importante. A lógica não está na forma (como deve ser feito), mas sim na execução (como fazer).
 O líder moderno, atual, do momento, é amigo, tolerante, orientador, humano, que participa e faz junto, que está ligado nos anseios da equipe e muito exigente para que as metas sejam alcançadas. E disso ele não pode abrir mão. A máxima antiga, os fins justificam os meios, nem sempre alcançam bons resultados. Na maioria das vezes os meios é que conseguem produzir bons resultados finais. Quem souber perceber isso terá sempre um resultado melhor e será um líder mais eficaz, por conseguinte, mais feliz.
Ser líder, portanto, não é atribuição, é conquista, é aprendizado, é acima de tudo ser um bom exemplo do “faça o que eu faço e não faça o que eu mando”.
 Diante disso, você está preparado para ser um bom  líder?
 
Antonio Geraldo Wolff
Conselheiro do CRA-SP Conselho Regional de Administração – Registro 12.784
 

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on