Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » Os discípulos creram n'Ele - C...
A↑AA↓

Os discípulos creram n'Ele - Cônego Celso Pedro da Silva

Por: Família Missionária

Iniciamos o Tempo Comum da liturgia da Igreja olhando firmemente para Jesus. É n’Ele que encontramos os caminhos de uma nova evangelização. Sendo continuadores da missão de Jesus, discípulos missionários, não podemos deixar de prestar atenção em seus gestos e em suas palavras. Onde Ele anda, o que Ele faz, o que diz, com quem anda, com quem conversa. Não queremos ser diferentes de Jesus, mas traduzimos para o nosso tempo seus gestos e suas palavras. Certamente aí está a nossa dificuldade: comunicar Jesus e sua eterna verdade aos homens e mulheres do nosso tempo.

No Evangelho de João, é numa festa de casamento, as bodas de Caná, que Jesus começa a aparecer e agir. A pedido de sua mãe, Ele inicia os seus sinais. O primeiro será a mudança da água em vinho. Maria, muito atenciosa e muito presente, se sensibiliza com o constrangimento dos noivos por causa da bebida que tinha acabado. Assim como o faraó disse ao povo que procurava pão: “Vão até José e façam o que ele mandar”, Maria também disse aos serventes: “Vão até Jesus e façam o que Ele disser”.

Na festa, Jesus se torna o José do Egito que salvou seus irmãos. Jesus é o Messias, filho de José, tanto José do Egito como São José. Na realidade, Ele é o Deus conosco salvador da humanidade. Maria intercede, Jesus faz. E foi assim que Ele manifestou a sua glória e seus discípulos creram n’Ele. Mais do que um milagre, Jesus fez um sinal indicando quem Ele é, acatando o pedido de sua mãe e situando os discípulos na festa do amor e da vida, a festa de casamento.

Quem pergunta vê que Ele está numa festa de casamento, onde se dá o jogo do amor e da vida, e é aí que os discípulos devem estar. Seu primeiro sinal, segundo São João, é feito entre pessoas que celebram um acontecimento humano marcante. Convidado, Jesus foi até eles e se introduziu em seu meio.

Os discípulos creram n’Ele, assim como nós. Estamos no Ano da Fé, que nos remete a Caná da Galileia e nos faz ver o sinal. Lá Jesus manifestou a sua glória, a glória que estava no Templo, na Arca da Aliança, que Ezequiel viu sair do Templo e ir até onde estava o povo na Babilônia. Esta glória se manifesta agora numa casa de família em Caná. Os discípulos estão aprendendo com Jesus a estar onde Ele está.

Fonte: www.fc.org.br

 

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on