Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » Vós sois Deuses - Pe. Luiz Car...
A↑AA↓

Vós sois Deuses - Pe. Luiz Carlos de Oliveira

Por: Família Missionária

Jesus, quando lhe negaram a divindade, demonstrou que a Escritura chama os fiéis de deuses (Jo 10,34) citando o salmo: “Vós sois deuses, todos vós sois filhos do Altíssimo” (Sl 82,6). Não dizemos que somos um deus a mais ao lado de Deus, mas que participamos da divindade. A finalidade da encarnação do Filho de Deus é levar todos a participarem da Vida de Deus. Como temos a vida unida a Deus, pois escreve João: “Se alguém me ama, guardará minha palavra e meu Pai o amará e a ele viremos e nele estabeleceremos morada” (Jo 14,23); E também: “Permanecei em mim e eu permanecerei em vós” (Jo 15,4). Pedro escreve: “A fim de que assim vos tornásseis participantes da natureza divina” (2Pd 1,4). “Este texto é a única vez que aparece na Escritura. O apóstolo o empregou para exprimir a plenitude da vida nova em Cristo, isto é, a comunicação que Deus faz de uma vida que só a Ele pertence” (Bíblia de Jerusalém).

Participamos de sua Vida e a expressamos em nossa vida. Trata-se do ser, e não do fazer que lhe é conseqüência. Se considerarmos nossa vida em Cristo, veremos que somos preocupados com o fazer e não com o ser. Participar da vida de Deus é a razão de tudo o que fazemos. Há uma tendência de ver a vida cristã em orações e celebrações, ou pior, só em milagres e benefícios espirituais. Por isso não conseguimos perceber o que seja o mal que pode nos fazer mal. Isso não é privilégio, pois mesmo a criança, pelo batismo, participara desta maravilha. Paulo chamava os cristãos de santos. Não tanto pela prática do bem, mas pelo Bem que atuava neles, que é o próprio Deus. Este é um caminho aberto a todos. Somos irradiação criada do ser de Deus. Não participamos como sendo um outro deus, mas estamos unidos intimamente a Ele como sua imagem, seu retrato vivo e animado, porção do ser de Deus, por participação. É ontológica, quer dizer, estamos na linha do ser. Participamos da substância de Deus. Somos assim, conduzidos pelo do Espírito Santo.
Participação
 

Como não nos preocupamos com esta verdade ou mesmo, não fomos ensinados a compreendê-la e estimulados a vivê-la não sabemos em que consiste. É sempre um ato de fé, quer dizer, está fora da experiência física e psicológica e mesmo intelectual. É uma participação, como diz Paulo: “Eu vivo, mas já não sou em que vivo, é Cristo que vive em mim” (Gl 2,20). Nós vivemos esta realidade como “Viva Memória”, como Eucaristia, na qual, pela Memória, Cristo se faz presente em seu mistério. Ele se faz presente em nós em seu mistério e nos deifica pela ação do Espírito. Vivendo essa realidade, somos transformados pelo Espírito para que nossa vida e nossas obras imitem me nosso interior, a Vida de Deus. Basta viver na docilidade ao espírito Santo.
 

Sendo retratos vivo e animados de seu amor e de sua Vida, nós deixamos transparecer o mistério de Deus em nós. Não o vemos com os olhos do corpo, mas da fé. Nós o tocamos com o amor da caridade e o saboreamos na esperança. Deus transparece e, quem é de Deus vê a presença de Deus em cada pessoa. Vejamos como somos cegos. É belíssimo poder descobrir nas pessoas. Mesmo os mais jovens vivem essa realidade. Um jovenzinho disse-me que sentia Deus dizer que o amava. Não desanimemos da fé. Essa transformação de nosso ser no ser de Cristo nos faz completos como pessoas. Por isso, a falta de fé é desastrosa para o ser humano. Perde a capacidade de ser Vida.
 

Pe. Luiz Carlos de Oliveira, Redentorista

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on