Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » Novo sinal - Dom José Alberto ...
A↑AA↓

Novo sinal - Dom José Alberto Moura

Por: Família Missionária

Vivemos no mundo das comunicações. As imagens dão foco especial a elas. Ma há as imagens com fantasias diversificadas e podem causar ilusões de ótica e de rumo na vida, se elas não forem avaliadas em seu conteúdo para se detectar seus valores ou não. Se elas forem sinais da verdade, do bem e da dignidade da vida, tornam-se estímulo para a aceitação de sua riqueza.

No texto bíblico há a imagem da nova Jerusalém como verdadeiro sinal da abundância da ação de Deus beneficiando seu novo povo: “Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém, descendo do céu... brilhando com a Glória de Deus” (Apocalipse 21,10.11). Nesta comparação da Sagrada Escritura, Deus mesmo é o templo que faz o povo enxergar o caminho da vida para chegar a seu objetivo realizador. A Igreja deve ser esse sinal brilhante de Deus para indicar o novo caminho para a humanidade. A religiosidade não deve levar a pessoa para dentro dela mesma e sim para  encetar uma trilha de união com os demais para a construção do novo povo.

Qual luz iluminadora para os judeus em marcha para a terra prometida, temos a luminosidade de Cristo que vai à frente de seu rebanho, dando-lhe os meios necessários à sua Igreja para que ele sacie a sede do amor, da justiça, da solidariedade, da misericórdia e do cuidado de uns para com os outros.

Ser o novo sinal de Cristo para o semelhante nos envolve na causa humana a ponto de colaborarmos para a superação de todas as trevas do erro, do orgulho, da ambição desmedida, da idolatria do ter, do prazer e do poder.

Mas nessa nova luminosidade não deixamos de considerar a necessidade de estarmos sedimentados na fonte da energia, que é o próprio Deus. Com Ele somos capazes de desenvolver todo nosso potencial ou nossos talentos para os colocarmos a serviço do bem comum. Mas quanto mais estivermos unidos com quem aceita essa mesma dinâmica, mais potencializamos a luminosidade ou a sinalização do caminho que leva à plena realização humana. Jesus nos admoesta sobre a necessidade de estarmos unidos a Ele no amor e na observância de seus mandamentos. De fato, aceitar a luminosidade de Cristo nos envolve na aceitação e na prática de seus ensinamentos. Não basta dizer-se cristão. É fundamental seguir o exemplo e as palavras do Mestre. Sem isso nossa “lâmpada” fica sem energia para iluminar. Podemos até possuir fachada de “flor”, mas a mesma é de plástico. Não tem vitalidade nem a natureza de uma flor de verdade!

Quem vive na luminosidade de Jesus vive realizado  e alegre, tendo a certeza de andar no caminho que leva à plena realização do ideal mais elevado na vida: “Se me amásseis, ficaríeis alegres...” (João 14,28).

Na trilha de Cristo somos convidados a ter criatividade para mostrarmos a felicidade de colocar em prática seus ensinamentos. Isto se dá mesmo em muitas renúncias que são consideradas coisas prazerosas, mas sem o conteúdo de vitalidade em detrimento da  busca do ideal mais elevado dos valores humanos e apresentados pelo Evangelho.

 

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on