Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » A mecha ainda fumega - Padre C...
A↑AA↓

A mecha ainda fumega - Padre Cido Pereira

Por: Família Missionária

Primeiro caso:
Aquela irmãzinha humilde, com uma criança nos braços, chegou  à secretaria da paróquia e pediu para falar com o padre.  "Tem que marcar hora! Ele é muito ocupado!" - respondeu a secretaria.  "Mas você pode adiantar o assunto? "É que eu quero batizar o meu filhinho, este aqui! Eu quero que ele seja filho de Deus." "Sim..." disse a secretária. "Mas me diga uma coisa: Você é casada na Igreja?" "Não. Meu namorado - o pai da criança sabe? - deu no pé. Foi embora." E a secretária, zelosa: "É... então vai ser difícil batizar! Não adianta nem falar com o padre!"
 

Segundo caso:
Aquela irmãzinha humilde, uma criança nos  braços, chegou à secretaria da paróquia e pediu para falar com o padre. "Tem que marcar hora! Ele é muito ocupado! - respondeu a secretária. "Mas você pode adiantar o assunto?". "É que eu quero batizar o meu filhinho, este aqui! Eu quero que ele seja filho de Deus." Nossa, que coisa boa, menina. Deus te deu este presente? Maravilha! Não precisa nem falar com o padre. Vamos fazer a inscrição.  "Mas... eu não sou casada na Igreja! Sou mãe solteira." Não importa agora, minha querida. O que importa é batizar seu filhinho, esta fofura que aí está. Quem você escolheu para padrinhos?. "Meus pais! Eles sofreram muito com a minha gravidez, mas me acolheram e me ajudaram.". "Bela escolha. Comecemos, então, a inscrição. Seu nome?". "Maria de Nazaré..."
Ah...! Meus irmãos padres, minhas queridas secretárias, povo de Deus de nossa pastoral do Batismo... sejamos sinais da ternura de Deus. Não apaguemos a mecha que ainda fumega, não quebremos de vez a taquara rachada, como no primeiro caso.
 

Ouçamos Jesus:
"Depois disso, algumas pessoas levaram as suas crianças a Jesus para que as abençoasse, mas os discípulos repreenderam aquelas pessoas. Quando viu isso, Jesus não gostou e disse:
‘Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino de Deus é das pessoas que são como estas crianças. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem não receber o Reino de Deus como uma criança nunca entrará nele’.
Então Jesus abraçou as crianças e as abençoou, pondo as mãos sobre elas".
 

Padre Cido Pereira

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on