Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » A formação dos filhos - Frei A...
A↑AA↓

A formação dos filhos - Frei Almir Ribeiro Guimarães

Por: Família Missionária

Olá, meus amigos! Rezando a Liturgia das Horas deparo com um trecho que todos os anos me chama minha atenção. O texto se encontra como leitura breve nas laudes da 4ª.feira da primeira semana do tempo comum e é do Livro de Tobias: “Meu filho, sê vigilante em todas as tuas obras e mostra-te prudente em tua conversação. Não faças a ninguém o que para ti não desejas. Dá de teu pão a quem tem fome e de tuas vestes aos que estão despidos. Dá de esmola todo o teu supérfluo. Bendize o Senhor em todo o tempo, e pede que sejam retos os teus caminhos e tenham êxito todos os teus passos e todos os teus projetos”.

Fico sempre pensando nos pais com seus filhos... um... dois...três... menino,  menina. Vejo mães   levando os filhos para a escola, a  um médico, para passear no parque... Há pais que se preocupam, sem neuroses é claro, com o amanhã  humano e cristão de seus filhos.  Sei que muitos pais cristãos têm dificuldade em transmitir  valores e convicções aos filhos já que o mundo  que nos cerca e companheiros de escola...de rua... não ajudam...Em todo caso é evidente que os pais não querem seus filhos sejam trapos humanos, frangalhos  se arrastando pela vida afora.

Parafraseando  o texto de Tobias um pai poderia dizer mais ou menos assim:  “ Meu filho, tu não podes ser um qualquer banal.  Não te vejo, nem sonho que sejas um homem rico...Peço, no entanto, a Deus que possas ter a abundância das coisas necessárias... Tens um corpo, tens  uma mente e tens um coração. Cuida bem de teu corpo.  Cultiva a tua mente.  Bom seria se tivesses gosto de ler.  Não quero e nem posso imaginar que venhas a ser uma pessoa egoísta.  Gostaria muito que fosses bom, profundamente bom.  Não faças a ninguém o que para ti não desejas.  Bom, profundamente bom.  Dá de teu pão  a  quem tem fome e de tuas vestes aos que estão despidos.  Fica atento às  inspirações que  Deus  parece colocar em teu coração.  Teria eu muito gosto que todos os dais tu tivesses um colóquio singelo e denso  com o Senhor.  Espero que venhas a guardar por toda a tua vida  a delicadeza de consciência:  agir conforme dita sua consciência, não ter  um interior empedrado.   Dá esmola de todo o teu supérfluo.   Gostaria que emprestaste tua voz aos que não tem voz.  Imagino-te sempre atendendo os pedidos e defendendo os interesses de viúvas abandonados, de homens doentes e sem esperança,  de  jovens perdidos no caminho da vida.  Bendize o Senhor em todo o tempo, pede-lhe que sejam retos os teus caminhos, e tenham êxito em  todos os teus passos e  todos os teus projetos”.

         Pela sua delicada companhia, muito grato e tudo de bom.


 

 

 

 

 

 

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on