Cadastre-se para receber novidades
Artigos » Eventos » Eventos Sub » Artigos » Jesus Cristo Rei - Padre Alír...
A↑AA↓

Jesus Cristo Rei - Padre Alírio Pedrini

Por: Família Missionária

O ano litúrgico da Igreja é coroado com a solenidade de Jesus Cristo, Rei do universo. Esta solenidade ocorre no último domingo do tempo comum, antes de se iniciar o tempo do Advento. Quando se fala num personagem que é rei, logo vem à nossa mente a imagem de um homem muito rico e poderoso, que vive em grandes e suntuosos palácios, que sempre está cercado por muitas pessoas importantes, que se regala de freqüentes festas e banquetes, que é a pessoa mais importante de um país, que é governado por ele. Ao falarmos de Jesus Cristo, rei do universo, poderíamos nos imaginar algo semelhante aos reis terrenos. Aliás, nós temos pinturas afamadas, quadros lindos e santinhos que retratam Jesus sentado num trono, com coroa de rei, com um cetro real em sua mãos.

Essas imagens de Cristo Rei são reais mas também simbólicas. Primeiro, são reais porque de fato Jesus Cristo é rei, não de um país e de um povo, mas da humanidade e do universo todo. Perguntado pelo governador Pôncio Pilatos se Ele era rei, Jesus foi categórico em sua resposta. Pilatos perguntou: És tu o rei dos judeus? Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus súditos certamente teriam pelejado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é deste mundo. Perguntou-lhe então Pilatos: És, portanto, rei? Respondeu Jesus: Sim, eu sou rei (Jo 18, 35-37). Jesus é rei, e por ter dado sua vida até a morte de cruz pela redenção da humanidade, Ele  conquistou o “direito de soberania e de julgamento” sobre ela. Ele a julgará no fim dos tempos, aprovando os bons e reprovando os que fizeram o mal. Em segundo lugar, aquelas imagens de Jesus num trono, com coroa e cetro de rei, são, acima de tudo, simbólicas, pois Jesus não é um rei terreno. Na resposta a Pilatos acima referida, Jesus deixa claro: “Eu sou rei, mas o meu reino não é deste mundo”. Portanto, Jesus é rei, mas de outra ordem e realidade.

 O Reino de Deus – O Reino dos Céus

Nas suas pregações que temos nos Evangelhos, Jesus se empenha muito para fazer com que os seus ouvintes compreendessem com clareza o que é o Reino de Deus ou o Reino dos Céus. Ele usou muitas parábolas e comparações, tiradas da natureza, da vida, do trabalho, dos usos e costumes do seu povo, a fim de explicar as realidades do Reino. Ele falou: do semeador e da semente, do joio no trigo, do grão de mostarda, do fermento na massa, do tesouro escondido no campo, da pérola preciosa, da rede lançada ao mar, e de muitas outras. Para Jesus era importante que as pessoas entendessem muito bem aquilo do qual Ele estava falando, quando se referia ao “Reino de Deus”, ao “Reino dos Céus”. Ainda mais que aquele povo estava esperando um rei terreno, muito poderoso, que expulsasse os dominadores romanos, dando a liberdade a seu povo, a seu país. Jesus veio para junto de nós, na humanidade, exatamente para “inaugurar”, para “iniciar” o reino de Deus entre nós. Jesus veio como “Salvador” para nos “tirar do reino de satanás”, que é o “reino das trevas, do pecado”, onde ele – satanás – reina. Tirando-nos daquele reino de condenação, Jesus nos “introduz no reino da luz”, “no reino de Deus”, onde Ele – Jesus – reina para a glória de Deus Pai e do no Espírito Santo.

O Rei reina

As palavras “rei, reinar, reger” vêm  de “rex, regere”, da língua latina. Rei, em seu sentido original, é aquele homem, chefe de um país e de um povo, que procura “reger, dirigir, orientar, dar a direção correta” a todas as coisas, para o bem, para a felicidade e a realização de seus subordinados. Os reis terrenos quase sempre fizeram o contrário: subjugaram, dominaram e exploraram os seus povos em bem pessoal próprio. O pecado original, com suas conseqüências no coração de todo ser humano, e por causa dele, a presença de todos os pecados pessoais, familiares e sociais, criaram uma “desordem generalizada” nas pessoas, nas famílias, na sociedade e no mundo. Criou-se o “reino das trevas”, da confusão, da mentira, da falsidade, dos vícios, do pecado. Por meio de toda a sabedoria divina que encontramos nos ensinamentos evangélicos, Jesus veio para nos ensinar a “dirigir, a orientar, a organizar” a nossa vida no melhor relacionamento com o Deus verdadeiro, por meio da religião cristã; a “dirigir, a orientar, a organizar” a nossa vida pessoal de acordo com a melhor hierarquia de valores para o nosso bem; a “dirigir, a orientar, a organizar” a nossa vida familiar, a nossa vida de comunidade e de  sociedade.

Jesus reina

Onde está o reino de Jesus? Onde Jesus reina de fato? - Jesus reina onde a vida das pessoas é vivida de acordo com seus ensinamentos, e onde essas pessoas “organizam, orientam, dão a direção correta” a todas as coisas, na família, no trabalho, na profissão, na comunidade, na sociedade. Ali Jesus reina, ali Ele é rei.  Quando alguém pode dizer que Jesus é “seu” rei e que reina em “sua” vida? – Quando essa pessoa crê em Jesus vivo, procura viver de acordo com seus mandamentos, ensinamentos e conselhos, quer em sua vida pessoal, quer na família e na comunidade. Essa pessoa, então, procura orientar seu modo de pensar, de falar, de julgar, de agir, de trabalhar, enfim, de viver, sempre de acordo com as orientações de Jesus. Essa pessoa tem o “Reino de Deus dentro de si”, como disse Jesus. Jesus reina em sua vida. Jesus é seu rei. Quando Jesus é rei e reina em uma família? – Quando os membros da mesma crêem em Jesus, vivem de acordo com Seus ensinamentos e organizam a vida familiar conforme as orientações de Jesus. Quando os esposos se amam, são fiéis, sabem perdoar-se, procuram educar seus filhos nos caminhos de Jesus, da verdade, do bem, numa hierarquia de valores cristãos. Quando os filhos amam, honram, são obedientes e bons colaboradores para o bem da família. Quando os irmãos se amam, respeitam e se promovem na caminho do bem. Quando nessa família se cultivam os valores cristãos em relação aos estudos, à profissão, à comunidade, aos empregados etc. Essa família está no reino de Deus, porque ali Jesus é rei e reina.

Quando Jesus é rei e reina em um colé

gio católico? – Quando ali há uma estrutura organizada de evangelização, a fim de que Jesus seja conhecido, acreditado, obedecido e seguido pela direção do colégio, ao menos pela maioria dos professores, dos funcionários e dos alunos. Quando ali se procura criar um ambiente favorável à hierarquia dos valores e dos  costumes cristãos. Quando o colégio procura estender sua ação evangelizadora aos pais dos alunos e às famílias dos professores e funcionários. Quando se cumprem as leis civis e os direitos de todos. Onde, além da justiça, se cumpre a caridade para com os que dela tem necessidade. Ali está o reino de Deus, e Jesus é rei e reina por seus ensinamentos e mandamentos acolhidos e cumpridos.  Poderíamos nos perguntar: quando Jesus é rei, reina, e o reino de Deus está numa loja?... Numa fábrica?... Num clube social?... numa associação?... Num movimento de Igreja?... Numa câmara de vereadores, de deputados estaduais ou federais?... Num tribunal de justiça?...O reino de Deus, o reino dos Céus está onde Jesus é conhecido, acreditado, obedecido, seguido, e onde toda a vida das pessoas e todos os relacionamentos com Deus, com as pessoas e com as coisas criadas são organizadas, orientadas, direcionadas de acordo com os ensinamentos do Divino Mestre. Ali Jesus é rei e reina. E é por isso que ali está presente o Reino.

O reino de Deus sempre começa dentro do coração das pessoas. Aliás, Jesus disse:”O reino de Deus está dentro de vós!”(Lc 17,21) Objetivamente falando, nos cristãos o reino de Deus se inicia no Santo Batismo, quando, pela in-habitação do Espírito Santo, a Trindade vem ali morar. Mas ele se inicia em “gérmen”, como uma semente de uma fruta que é plantada e que precisa desabrochar e crescer até produzir frutos. O gérmen do reino dos céus desabrocha quando a família é religiosa, transmite o dom da fé aos filhos, evangeliza, catequiza e forma seus membros de acordo com os mandamentos e ensinamentos de Jesus. Ali nesses coração está presente o reino de Deus, Jesus é rei e reina de fato. O reino de Deus se inicia aqui na terra, enquanto vivemos nossa vida cristã. Mas ele continua e “se consuma” na vida eterna, no Reino dos Céus. Quem vive no reino de Deus aqui, vai continuar a viver  no reino dos Céus, na eternidade.
 

voltar

© Todos direitos reservados - Familia Missionária. design by ideia on